Receitas culinárias simples, de rápida preparação, testadas por mim.

segunda-feira, janeiro 11, 2010

Aletria á moda do minho



A aletria de leite é a preferida do M., a minha é esta sem leite.
7,5 dl de água
350 g de açucar
50 g de manteiga
6 gemas
1 casca de limão
1 pau de canela
250 g de aletria


Cozer aletria em água abundante com uma pitada de sal. Escorrer. Entrentanto faz-se uma calda levando a água a ferver com o açucar, casca de 1 limão e pau de canela, depois do açucar dissolvido juntar a aletria, e a manteiga, mexer bem e deixar cozer mexendo de vez em quando até a calda desaparecer. Retirar do lume. Bater as gemas muito bem e adicionar aos poucos a aletria mexendo sempre para não talhar. Levar novamente ao lume mas sem deixar ferver. Colocar em travessas e polvilhar com canela.

19 comentários:

  1. ainda nao provei mas tenho curiosidade!! parece ser mesmo bom! beijos

    ResponderEliminar
  2. Adoro aletria mas gosto daquela de cortar à faca, não sei se esta fica assim. Faço com água e leite, metade metade e fica muito bom. Bela cor :) Ainda bem que voltaste!

    ResponderEliminar
  3. Sonia tens que provar é muito bom.

    Ameixa esta também é de cortar á faca.Vou tentar ser mais assidua.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Que beleza de Aletria, ficou muito bonita, adorei! Bjinhos e uma ótima semana ;D

    ResponderEliminar
  5. Oi Conceição!
    Interessei-me por essa receita!
    A aletria que faço é cremosa, feita com leite.
    Vou experimentar a sua.
    Quero aprender com a amiga portuguesinha.
    Abraço forte!

    ResponderEliminar
  6. Tenho 1 embalagem de aletria para fazer...vamos lá ver quando!

    ResponderEliminar
  7. Eu adoro aletria!!! Mas não sou eu que faço, é a minha avó... Mas acho que ela usa leite!!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. Adoro aletria!... A minha é com leite, mas esta te um aspecto tentador...
    Babette, do Blog "A Festa de Babette"

    ResponderEliminar
  9. não conhecia aletria sem leite, mas a julgar pelo aspecto deve ficar igualmente deliciosa.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Nunca provei sem leite mas só ouço maravilhas :-)

    Bjokas

    ResponderEliminar
  11. Oi amiga

    Tava com saudades!
    Nunca comi mais confesso que estou babando literalmente, hummmm
    Obrigada querida em dividir conosco.
    Dia 17 ta chegando, viva, rsrsrrsrsrs
    Bjusssss

    ResponderEliminar
  12. tanto uma como a outra me paracem saborosas. mas nunca comi.
    beijinhos e um bom ano de 2010 com tudo de bom

    ResponderEliminar
  13. Ta ai um doce que ainda não comi...

    Ps.: Voltando das férias e desejando um ótimo 2010!

    bjssssssssssss

    ResponderEliminar
  14. Estou divulgando meu novo blog
    www.gastronomiaefotografia.blogspot.com

    Atenciosamente
    Tatiana Campêlo

    ResponderEliminar
  15. NUnca experimentei fazer. Lembro-me que em miuda a minha avó fazia algo do género e que eu lambia-me toda. Esta receita é bem fácil e merece ser testada.
    beijos

    ResponderEliminar
  16. Oi amiga,

    Muitas saudades.
    Estamos com novidade na nossa familia virtual MinhasTuasNossasReceitas.
    Espero que goste.
    http://minhastuasnossasreceitas.blogspot.com/

    Bjuss
    Márnia Einsfeldt

    ResponderEliminar
  17. Parabéns por esse teu dom!

    Em luta pelo direito de acompanharmos as nossas crianças, o nosso futuro!!!
    A começar por esta petição. Um outra se seguirá, pedindo apoio ao Governo Português para acompanharmos os primeiros anos dos nossos filhos.
    Tivesse eu mãos assim tão prendadas!!!

    Mas o meu assunto é outro. Trata-se de saber a quem cabe a guarda dos filhos, em caso de separação: se à mãe (que é, regra geral, a sua figura primária ou de referência, por ser aquela que lhes presta praticamente todos os cuidados diários), se ao pai (que, regra geral, pode ser o que reúne melhores condições), ou se a ambos (estejam ou não de acordo, e independentemente de terem ou não uma boa relação).

    Palavras sábias de um pai que ganhou, em tribunal, a custódia dos filhos: A tutela dos filhos é um empreendimento para a vida; não pode ser gerido por dois sócios que não se entendem. As pessoas não conseguem deixar de usar o seu poder para anular decisões e exercer pressões. É preferível que só um dos pais tenha a tutela, por muito que isso custe ao outro. A educação de uma criança não é passível de falhas.'

    Ponhamos a mão na consciência: se a lei não permite que se separe as crianças de junto dos seus pais, mesmo que estes vivam em fracas condições, porque razão há-de um juíz atribuir a guarda ao progenitor que ofereça melhores condições? É este o superior interesse da criança?!

    Urge reabilitar a maternidade, fazer com que as mães possam acompanhar mais de perto o desenvolvimento dos filhos!!!!

    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575

    ResponderEliminar
  18. Essa receita parece deliciosa. Tem algumas receitas com Sardinha que eu também adoro.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...