Receitas culinárias simples, de rápida preparação, testadas por mim.

quarta-feira, março 30, 2011

Pescada cozida com batatas e ervilhas de quebrar, com molho fervido



Eu sei, ninguém gosta de peixe cozido, quando era miúda também não gostava, mas tinha que comer e assim fui me habituando a comer de tudo, hoje em dia não há nada que eu diga não gosto, apenas algumas coisas que gosto menos. Depois de uns dias a comer comidas pesadas sabe bem uma refeição levezinha.

Descasquei, lavei e cortei as batatas ao meio. Levei-as a cozer em água temperada com sal.
Escamei a pescada.
Lavei e retirei os fios as ervilhas.
Num tacho coloquei  os ovos a cozer em água fervente. 
Quando as batatas estavam quase cozidas, juntei a pescada e as ervilhas. Deixei ferver e retirei as ervilhas, passei-as por água fria.
Numa frigideira coloquei azeite , alhos socados, e quando começou a ferver juntei as ervilhas só para saltear.
Servi as batatas cozidas com as postas de pescada, ovo cortado ao meio, as ervilhas salteadas e reguei com o azeite fervido de saltear as ervilhas, polvilhei com cebolinho e salsa.

segunda-feira, março 28, 2011

Creme de nabos



Nunca me lembro das sopas, embora coma sopa quase todos os dias. E porque é tão simples de fazer e é ralado ninguem reclama com os verdes a boiar, aqui fica a sugestão. 

3 batatas
3 nabos com rama
1 cenoura
1 cebola
1 dente de alho
Descascar todos os legumes e corta-los em pedaços, lavar a rama dos nabos e corta-la também,  levar todos os legumes a cozer numa panela com  água que os cubra, temperar com sal. Quando cozidos passar a varinha magica e triturar bem, deixar ferver regar com um fio de azeite e retirar do lume.

quinta-feira, março 24, 2011

Frango em pasta de alho e salsa


Esta receita eu vi, já há muito tempo, no Blog Tarte e Sol da Julie Sol,(gostava de colocar um link para o blog, mas agora não o encontro), andou perdida no meio do Baú e agora saiu cá para fora, gostei bastante, mas como sempre tive que dar o meu toque pessoal adicionando a salsa na marinada .

Num copo alto  colocar noz-moscada, sal e pimenta (usei piri-piri para dar um picantezinho),1 cebola, 3 colheres sopa de maionese, um molhinho de salsa. Triturar tudo com a varinha magica. Envolva o frango neste preparado e reserve  para tomar gosto.
Num tabuleiro de forno colocar um fio de azeite, uma cebola em rodelas, uma folha de louro, colocar o frango e levar ao forno a assar.
Acompanhei com batatas assadas e grelos salteados.



terça-feira, março 22, 2011

Arroz de Lampreia á moda da Afurada


A receita foi-me transmitida por uma varina da Afurada, a lampreia foi arranjada por ela, pois eu não consigo tocar nas bichinhas ainda vivas...


A lampreia ainda viva é escaldada, é esfregada até lhe tirarem toda a viscosidade, é lavada, depois fazem-lhe um corte e retiram-lhe as tripas, aproveitam o sangue para um alguidar, cortam-lhe a cabeça, retiram-lhe as guelras aproveitando todo o sangue,  é esfolada, cortada em postas que se junta ao sangue e tempera-se com 3 dl de vinho tinto, sal, e pimenta e alhos esmagados.
Fica a marinar de um dia para o outro.
No dia refogar num fio de azeite uma cebola picadinha,dois dentes de alhos, um pouco de bacon cortado em tirinhas, juntar uma folha de louro e um raminho de salsa, colocar as postas da lampreia e juntar metade da marinada, deixar refogar 15 minutos.
Ao fim desse tempo retirar a lampreia para fora, juntar a restante marinada e água suficiente para cozer o arroz, deixa-se apurar, rectifica-se os temperos, junta-se o arroz e deixa-se cozer mexendo de vez em quando com um garfo.
Quando a arroz estiver quase cozido, junta-se a lampreia que acaba de cozer.
O Arroz tem que ficar malandrinho, e é servido logo de seguida.

Nota: Este arroz deve servir-se malandrinho, pelo que devemos ter em conta que para uma chávena de arroz usar 3 chávenas de  água,  (uma chávena de arroz dá para 2 pessoas que comam bem), usei arroz carolino porque é mais gomoso e fica bem cremoso.

domingo, março 20, 2011

Tarte delícia de limão


Esta tarte é simplesmente divina, claro para quem gosta do sabor intenso a limão. 

Para a massa: 
225g de farinha de trigo
125 g de margarina
125 g de açúcar
casca ralada de uma laranja
2 gemas de ovo

Para o recheio:
4 colheres sopa rasas de amido de milho
casca muito bem ralada de 1 limão
sumo de 3 limões
125 g de açúcar
3 gemas de ovos
15 g de manteiga

Para o suspiro:
5 claras
225 g de açúcar
 raspa de limão

Massa:
Peneire a farinha para uma tigela, junte a margarina e esfarele-a com os dedos, até ficar uniforme. Misture o açúcar, a casca de laranja e as gemas e uma colher de sopa de água. Misture bem até despegar do fundo, faça uma boa, tape e deixe descansar 30 minutos no frigorífico.
Coloque a massa numa superfície enfarinhada ( eu costumo colocar uma folha de papel vegetal ou plástico na superfície, coloco a massa e cubro com outra, ai passo o rolo e estendo, não suja, não pega e não preciso de mais farinha), e estenda-a com o rolo, para lhe dar a forma de circulo, forre com ela uma forma de fundo falso com 23 cm de diâmetro ( a minha é um pouco maior).
Com a ponta dos dedos vá ajustando a massa á forma, com cuidado para não rasgar. Por fim corte as beiras.
Por cima da massa coloque uma folha de papel vegetal e cubra com feijões secos, leve ao forno por 15 minutos, retire a folha do papel com os feijões e deixe assar mais 5 minutos. Retire do forno e deixe arrefecer.
Creme:
Meça 3 dl de água  e leve ao lume com a casca ralada de limão e o sumo. Dissolva o amido de milho num pouquinho de água e junte á panela, leve ao lume e deixe ferver, mexendo sempre até engrossar.
Bata as gemas com o açúcar até ficarem esbranquiçadas.
Retire do lume o creme e junte as gemas mexendo bem, acrescente também a manteiga, e continue a mexer até ficar um creme fofo e amarelado. Encha a base da tarte com este creme e leve ao forno por cerca de 5 minutos.
Suspiro:
Coloque as claras na batedeira, uma pitada de sal fino e bata-as em castelo firme, adicione duas colheres sopa de açúcar e continue a bater, junte o restante açúcar e a raspa de limão aos poucos, batendo sempre.
Deite por cima da camada de creme, faça picos com a ajuda de uma colher e leve ao forno por cerca de 25 minutos. Retire do forno, deixe arrefecer.



sexta-feira, março 18, 2011

feijoada á minha moda


Feijoada á minha moda, porque não segui nenhuma receita, já por aqui disse várias vezes que quando faço cozido, cozo sempre um pouco de carne de várias qualidades a mais com o intuito de sobrar, e congelar assim tenho carne preparada para várias emergências.
Esta foi uma delas, os meninos queriam feijoada e saiu feijoada.

Esta tinha as seguintes carnes que já estavam cozidas e cortadas em pedacinhos pequenos: orelha fumada, pernil fumado, carne de vaca, costelinhas de porco, e mão de vaca, também tinha chouriço de colorau, salpicão, moira, e morcela, também cortados em pedacinhos.

Pelo que só tive que fazer um refogado com azeite, cebola, alho e folha de louro e ramo de salsa, quando a cebola estalou, refresquei com um pouquinho de água, acrescentei as carnes, uma cenoura cortada em rodelas, deixei refogar bem, acrescentei mais um pouco de água, rectifiquei os temperos e juntei o feijão que neste caso foi de lata, deixei refogar mais um pouco, acrescentei salsa picada e servi com arroz branco.

quarta-feira, março 16, 2011

Frango á moda das galeterias do Rio Grande do Sul - Iliane



Receita da minha amiga Iliane, um frango bem temperado e muito gostoso.

1 frango em pedaços
2 colheres chá de oregãos
1/2 colher chá de cominhos
2 colheres chá de paprica doce
1 colher e 1/2 de sopa de alho esmagado
1 cebola bem picadinha
6 colheres sopa de vinho branco seco
8 colheres de sopa de azeite
1 piri-piri

Temperar o frango com todos os ingredientes e deixar a marinar durante a noite no frigorífico.
Aqueça um tacho com mais 6 colheres sopa de azeite e despeje o frango. Deixe fritar até dourar, depois vá pingando água  para que a carne cozinhe e o molho engrosse.
Acompanhe com arroz branco ou massa cozida.

terça-feira, março 15, 2011

Coelho assado á minha moda


Por várias vezes, já disse aqui, que adoramos coelho, e que a nossa forma favorita de o consumir é assado, assim o que varia mesmo são os temperos.

Desta vez, coloquei num copo alto, sal, uma cebola picada, salsa, hortelã, alho uns 6 dentes, pimentão doce, piri-piri, um fio de azeite e um pouco de brandy, Ralei tudo com a picadora. 
Envolvi o coelho neste creme e reservei até ao dia seguinte.
Depois é só colocar no forno a assar até ficar tenro e dourado.
Acompanhei com batatas assadas e esparregado de grelos.

segunda-feira, março 14, 2011

Bolo de Chocolate Branca de Neve com morangos e chantily


Recebi da Branca de Neve uma embalagem de preparado de Bolo de Chocolate, para testar, confesso que não costumo comprar estas misturas pré-preparadas, mas esta surpreendeu-me ficou um bolo fofo, cresceu bem, não é muito doce o que me agrada nos bolos, gostei bastante.




Assim que o bolo assou decidi que ficaria óptimo com morangos e chantily, e assim fiz ficou uma autentica tentação.

1 embalagem de preparado para Bolo Branca de Neve
4 ovos 
125 g de margarina
6 colheres sopa de leite
1 pacote de natas 200 ml
2 colheres sopa de açúcar
500g de morangos
1 folha de gelatina

Preparar o bolo conforme as instruções da embalagem com os ovos, a margarina e o leite. Deixar arrefecer, cortar ao meio.
Bater as natas com o açúcar até ficarem bem cremosas.
Demolhar a folha de gelatina em água fria, escorrer e levar a derreter ao micro ondas por cerca de meio minuto.
Juntar a gelatina as natas e envolver bem.
Cortar metade dos morangos aos bocadinhos, cobrir metade do bolo com os morangos, por cima colocar colheradas com metade  das natas, colocar a outra metade do bolo.Decorar o bolo com as restantes natas e os restantes morangos, separando três ou quatro para o molho que se faz triturando os morangos com um pouco de açúcar e que se coloca por cima dos morangos.

sexta-feira, março 11, 2011

Grelos de nabo

Meus pais tem um pequeno quintal que nos tem brindado com algumas colheitas excepcionais, que são divididas pelos filhos, como eu sou uma grande apreciadora de legumes, tenho tido ofertas generosas, e me deparo com  problemas como conserva-los por mais tempo,  eu não gosto de desperdício, então surgiu-me a ideia deste post e outros que virão com outros produtos, em que vou vou colocar as minhas experiências de  como  preparar para não  deixar estragar e como me ajudam no dia a dia corrido, estando quase prontos. Espero desta forma ajudar, e aprender pelo que estou aberta a outras sugestões. Conto convosco.


Grelos de Nabos

Grelos de nabo, excelente fonte de vitaminas, ricos em magnésio, fibras, folatos e cálcio, trazem enormes benefícios para a saúde do cólon e dos pulmões, também são benéficos para a artrite reumatóide e arteriosclerose.


Eu costumo coloca-los em água fria com um pouco de vinagre durante alguns minutos, depois de retirar as folhas amarelecidas. Lavo-os em água corrente, corto os talos mais duros, cozo-os em água fervente, escorro-os, passo por água fria, para parar a cozedura e arrefecerem mais rápido, e separo por porções, algumas com mais se forem para saltear, outras com menos se forem para adicionar a arroz, massas, feijão,sopas, e se forem muitos preparo um esparregado que depois de pronto e arrefecido também posso congelar.

esparregado de grelos


Depois de cozidos, escorridos, levo-os a saltear em azeite com alguns dentes de alho esmagado, tempero de sal, polvilho com uma  ou duas colheres  de sopa de farinha, dependendo da quantidade de grelos, adiciono leite aos poucos depende da quantidade e se queremos muito ou pouco espesso, deixo engrossar um pouco, rectifico os temperos, adiciono noz moscada, ou cominhos, e depois trituro com a varinha magica, volta ao lume para acabar de engrossar.
Coloco em taças, deixo arrefecer bem, tampo e congelo.
Quando preciso é só deixar descongelar e aquecer bem.


grelos prontos a congelar

Estes estão destinados para ser salteados, depois de descongelados, coloco uma frigideira funda com lume com um fio de azeite, deixo aquecer e junto os grelos, alho picado, tempero com sal e cominhos, e deixo-os saltear. Adoro a acompanhar carnes assadas.

Outras sugestões:
Grelos salteados com bacon e alho
Arroz malandro de grelos e feijão

terça-feira, março 08, 2011

Pudim de pão com laranja


Pudim de pão com laranja


6 ovos
200 g de açúcar
100g de pão seco
0,5 l de leite
sumo de 2 laranjas
casca de 1 laranja


Ferver o leite com a casca de laranja e reservar. Cortar o pão em pedaços pequenos, juntar ao leite fervido, deixar que o pão absorva o leite.
No liquidificador colocar a mistura de leite e pão, o açúcar, os ovos, o sumo de laranja. Triturar tudo até ficar uma mistura bem lisa e cremosa.
Colocar em forma caramelizada e levar ao forno a 180 º em banho-maria por cerca de 40 minutos.

domingo, março 06, 2011

Pavlova de morangos


Pavlova de morangos
Aqui fica uma sobremesa de fazer crescer água na boca, fácil de confecionar, óptima para aproveitar claras.
Uma delicia ...

4 claras á temperatura ambiente
225 g de açúcar
1 colher chá de amido de milho
1/2colher chá de vinagre
2 dl de natas
morangos

Coloque as claras na batedeira e bata até ficarem firmes, nessa altura junte metade do açúcar, bata lentamente e adicione o restante até ficarem acetinadas, junte o vinagre e o amido de milho, envolva bem.
Cubra um tabuleiro de forno com papel vegetal, com uma colher deite as claras no centro de forma a ficar um circulo, alise em volta com as costas da colher.
Leve ao forno aquecido a 200º por cinco minutos e depois reduza para 160º e deixe ficar por cerca de 1hora, até que a parte de fora fique seca e estaladiça e levemente dourado.
Retire do forno, deixe arrefecer, retire do papel vegetal com ajuda de uma espátula e coloque no prato de servir.
Bata as natas com duas colheres de açúcar, até ficarem bem cremosas. Decore com os morangos.
Na altura de servir triture alguns morangos com um pouco de açúcar  e coloque por cima.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...