Receitas culinárias simples, de rápida preparação, testadas por mim.

segunda-feira, novembro 27, 2006

Biscoitos saloios


Estes biscoitos foram feitos pela minha filha e pelo meu sobrinho de 4 anos, ficaram lindos, Adoro vê-los a brincar com a massa.
Na minha opinião ficaram bem doces, quando fizer novamente vou reduzir o açúcar para metade.

200 g de farinha de trigo
100 g de farinha de milho
100 g de margarina
150 g de açúcar
3 colheres sopa de mel de cana
1 colher chá de canela
1 colher chá de erva-doce
1 colher de chá de fermento
2 ovos
1 colher sopa de azeite

Peneire as farinhas para uma tigela, junte a margarina, o açúcar, o mel, a canela, erva-doce, fermento, os ovos inteiros e o azeite. Misture até obter uma massa homogénea.
Tenda bolinhas e achate-as.
Leve a cozer em forno a 180º durante cerca de 10 minutos.

Costoletas de Novilho Grelhadas



Para aqueles dias em que queremos uma boa refeição sem qualquer trabalho.
Para 2 pessoas:

2 costeletas de novilho
sal
azeite, alho e pimenta em grão moída na hora
batatas médias

Lave bem as batatas com pele e leve a assar com bastante sal.
Quando as batatas estiverem quase assadas, tempere as costeletas com sal e leve a grelhar de ambos os lados.
Triture o alho e leve a ferver com o azeite.
Dê um soco nas batatas e sirva com as costeletas, regue com o azeite fervido e polvilhe com a pimenta moída na altura.

sexta-feira, novembro 24, 2006

Manjar de café


Manjar de Café

Adorei o sabor do manjar, como não coei o crocante das nozes deram uma textura que me agradou, tive um deslize ao desenformar, não sei o que aconteceu, provavelmente não untei bem a forma e não consegui o resultado pretendido, então como tinha visitas e queria um visual mais bonitinho coloquei em taças, enfeitei com o chantily e nozes, e ninguém percebeu que era para ser um pudim, e todos amaram. Na próxima vez que fizer coloco directamente nas taças e levo ao frigorífico assim tenho a certeza que ficam lindas.
5 folhas de gelatina
150 g de miolo de noz
150 g de açúcar
0,5 l de leite
1 colher café de essência de baunilha
1 chávena de café forte
2 dl de natas
Chantily e nozes ou grãos de café para decoração

Amoleça a gelatina em água fria.
Triture as nozes com um pouquinho de agua e 1 colher de açúcar.
Ferva o leite e fora do lume junte-lhe a essência de baunilha e a pasta de nozes, tape e deixe repousar durante 15 minutos.
Coe o leite (não coei, gosto de sentir os pedacinhos das nozes) e leve novamente ao lume com 100 g de açúcar, o café e deixe levantar fervura. Apague e junte a gelatina bem espremida, mexendo bem até dissolver.
Deixe arrefecer completamente e adicione as natas batidas com o restante açúcar.
Unte uma forma de pudim com óleo e deite o creme dentro. Leve ao frigorífico no mínimo por 3 horas.
Mergulhe a forma por alguns segundos em água quente e desenforme.
Decore com chantily e nozes

domingo, novembro 19, 2006

Bolo de cenoura e amendoa



Bolo cenoura e amêndoas


Este bolo ficou muito fofo, adorei a crocancia da amêndoa no meio do bolo. Muito bom para acompanhar um café ou um chazinho.

5 ovos
4 cenouras médias
200 g de amêndoa ralada (levemente)
200g de açúcar amarelo
200g de farinha
1 colher chá fermento em pó
3 colheres sopa de leite

Bata no liquidificador coloque as cenouras cortadas em pedaços, o açúcar, os ovos, e o leite.

Noutro recipiente coloque a farinha peneirada, o fermento e a amêndoa, adicione o creme do liquidificador e misture muito bem até ficar um creme homogéneo.

Coloque a massa em forma untada e enfarinhada, e leve ao forno a 180º por cerca de 30 a 40 minutos.

Trancinhas amanteigadas


Trancinhas amanteigadas

Estes biscoitinhos são uma delicia, a receita é do livro receitas royal abaixo mencionado, pede para fazer tranças com 3 rolinhos, mas confesso que achei mais fácil e que ficavam mais bonitinhos só com dois.

200g de farinha
1 colher de sopa bem cheia de manteiga
3 gemas
3 colheres bem cheias de açúcar (usei amarelo)
1/2 colher sobremesa de fermento em pó
2 colheres de sopa de leite
raspa da casca de 1/2 limão
manteiga p/ pincelar.

Peneire a farinha com o fermento.
À parte bata todos os restantes ingredientes muito bem, por fim junte a farinha e amasse até estar tudo bem ligado.
Deixe descansar a massa por 15 minutos no frigorífico.
Sobre uma pedra enfarinhada, faça uns rolinhos da espessura de 1 cm e com 10 cm de cumprimento.
Com 3 rolinhos faça trancinhas que vão ao forno forte em tabuleiro untado e polvilhado, por 10 minutos.
Tire do forno e ainda quentes pincele com manteiga.

Rancho

Rancho

Tinha uma mão de vaca em casa que tinha que usar, lembrei-me de fazer Rancho não tinha massa cotovelos, foi mesmo com lacinhos e ficou muito boa.

Se alguém tiver alguma sugestão de uma forma mais rápida e eficiente para preparar a mão de vaca diga-me, a minha filha adora, mas eu odeio preparar, por mais que me esforce em retirar todos aqueles pelitos, queima-los,rapa-los etc, depois da primeira cozedura aparece sempre mais algum que acabo por cortar o pedaço e deitar fora.
A receita é a olhometro.

1/2 mão de vaca
200 g de carne de vaca cortada aos cubos
Algumas rodelas de chouriço
1 cenoura
cebola, alho, sal, azeite,
folha de louro, 1 dl de vinho branco
coentros
1 lata de grão de bico
massa cotovelos
2 colheres sopa polpa de tomate

Comece por arranjar a mão de vaca, lave bem, raspe, retire todos os pelos e leve a cozer na panela de pressão por cerca de 15 minutos em agua temperada de sal.

Retire a mão de vaca, corte em pedaços, retire os ossos, verifique os pelos (depois de cozida costuma aparecer mais alguns pelos, retire essa parte).

Faça o refogado com o azeite, a cebola e o alho picado, quando estiver levemente louro, adicione a polpa de tomate, o vinho, o louro, a carne de vaca, a mão , as rodelas de chouriço, a cenoura cortada em cubos, tempere de sal, adicione um pouco de agua e deixe estufar, quando a carne estiver cozida, junte mais agua, deixe ferver junte a massa e o grão e deixe cozer e apurar, antes de retirar junte um pouco de coentros picadinhos.

domingo, novembro 12, 2006

Arroz de cenoura e frutos secos no micro-ondas

Arroz de cenoura e frutos secos no micro-ondas

Desde que aprendi a fazer arroz no micro-ondas não quero outro, fica sempre soltinho, não tem qualquer segredo, até uma criança consegue fazê-lo, depois é explorar os sabores.

Desta vez fiz com cenoura e frutos secos (pinhões e castanhas assadas que me tinham sobrado).

Da próxima vez retiro a cenoura e aprecio só os frutos secos acho que a cenoura não combina com eles.

Numa panelinha de ir ao micro coloque um fio de azeite, tempere de sal e alho esmagado, coloque a cenoura raspada, as castanhas assadas e cortadas em lascas e os pinhões, misture bem, junte 1 chávena de arroz, misture bem para envolver na gordura, coloque 2 chávenas de agua, misture, leve ao micro por 15 minutos na temperatura máxima. Apague e deixe repousar dentro do micro mais 10 minutos.

Perna de Peru com castanhas



Perna de Peru com Castanhas


A minha opção para o S. Martinho, foi uma perninha de peru com castanhas assadas como acompanhamento, adoro substituir as batatas por castanhas.

1kg de castanhas
1 perna inteira de peru
sal,pimenta ou piri-piri
alho, cebola, salsa, alecrim
1 cálice de vinho do porto
azeite

Peça no talho para desossar a perna, eu costumo fazer em casa com ajuda de uma faca bem afiada, mas é uma tarefa um pouco complicada.
Não é obrigatório desossar, mas o tempero entranha-se melhor na carne, ficando uma carne mais suculenta e gostosa.
De véspera tempere a carne com sal, pimenta ou piri-piri, alho esmagado,alecrim, cebola as rodelas, salsa picada e regue com o vinho do Porto e azeite. Deixe marinar até ao dia seguinte.
Coloque a carne num tabuleiro e junte a marinada, leve a assar até a carne estar douradinha e bem macia.


Entretanto prepare as castanhas, lave-as, de-lhes um golpe em toda a volta do corpo e coloque em tabuleiro, tempere com bastante sal e leve-as a assar até abrirem, não deixe assar demasiado para não ficarem duras.
Logo que abram descasque-as.
15m antes de retirar a carne junte as castanhas e deixe-as acabar de assar até ficarem douradas.
Sirva com nabiças salteadas como acompanhamento.

Azeitonas curadas

Azeitonas

Estas azeitonas eram para ser comida de passarinho, mas será que os passarinhos gostam destes frutinhos tão amargos?
Fui á aldeia, acreditam que quase ninguém apanha as azeitonas, pelo trabalho que dão, a minha mãe andou a apanha-las e agora é prepara-las.
Como se transforma este fruto tão amargo nas azeitonas que estamos habituadas a comprar já bem temperadinhas.

É fácil, mas demora uns tempos.
Primeiro passo é colocar em baldes com bastante água e ir trocando a agua todos os dias. Curioso como a agua fica preta.
Ao fim de 10 dias começa-se a curtir, coloca-se com bastante sal grosso as quantidades não sei foi a olhometro, alho cortado, folhas de louro e rodelas de limão, troca-se a agua mais ou menos de semana a semana e vai-se temperando até estar ao nosso gosto, leva mais ou menos mais 3 ou 4 semanas até ficarem boas para se comerem.

Bolo rei


Bolo Rei




Já cheira a Natal, as ruas já estão enfeitadas, as montras das confeitarias já exibem as doçarias tradicionais, aquele cheirinho a bolo rei já paira no ar, deu-me vontade de fazê-lo, não tinha frutas cristalizadas, mas também não aprecio muito, as poucas que tinha coloquei para enfeitar.
Outras das coisas que não gosto nos bolos réis é que costumam estar cheios de açúcar confeiteiro por cima.
Este Bolo Rei ficou muito fofinho, o sabor característico, todos adoraram, na próxima vez coloco os frutos cristalizados, para o visual ficar mais bonito.

A massa é um pouco grudenta e um pouco difícil de moldar em bola, não se preocupe depois de levedado ela está na perfeição, outra sugestão que me deram e eu acatei, foi a meio da levedura voltar a sovar um pouco a massa, levemente, para ela baixar, fica mais fofinha.

Esta quantidade deu um bolo rei enorme, se quiser divida a massa em dois e faça mais pequenos.

700g de farinha
40 g de fermento padeiro (usei 11 g de fermento fermipan)
1 dl de água tépida
150 g de margarina
175 g de açúcar
raspa de casca 1 laranja e de 1 limão
4 ovos
2 cálices de vinho do Porto
150 g de frutas cristalizadas (não usei mas da próxima vez que fizer coloco)
150 g de frutos secos (nozes, amêndoas, pinhões e passas)

Para decorar:
frutas cristalizadas a gosto
geleia
1 ovo batido

Peneire a farinha e retire uma chávena.
Dissolva o fermento padeiro na água tépida e junte a chávena de farinha reservada. No caso da fermento fermipan, junte directamente na farinha reservada e depois coloque água. Deixe levedar por 15 minutos em local temperado.
Bata a margarina com o açúcar, raspa de limão e laranja, os ovos e o vinho do Porto.
Junte este preparado á massa do fermento e junte a farinha, amasse bem, e sove até obter uma massa elástica.
Pique as frutas cristalizadas e as frutas secas e junte á massa anterior.
Forme uma bola e deixe levedar em local temperado por cerca de 5 a 6 horas.
Coloque em tabuleiro untado e enfarinhado a massa e abra um buraco no meio da massa (tarefa complicada, o melhor é colocar uma pequena tigela que possa ir ao forno no centro para não voltar a tapar).
Pincele com o ovo batido, e enfeite com as frutas cristalizadas

Deixe levedar mais meia hora e leve a cozer em forno a 200º durante 35 m a 45 minutos.
Depois de cozido pincele com geleia.
Pode complementar a decoração com montinhos de açúcar confeiteiro e fios de ovos.

segunda-feira, novembro 06, 2006

Bolachas da avó

Bolachas da Avó

Esta receita é do livro que postei anteriormente, ficaram óptimas, cresceram bastante, a receita diz para fazer um creme de limão e colar duas a duas, eu preferi simples, mas vou colocar a receita completa, para quem quiser experimentar.

Para as bolachas:

30 g de maizena
250 g de farinha sem fermento
150 g de açúcar
80 g de manteiga
1 colher de chá de fermento
2 ovos
2 gotas de essência de baunilha

Junte tudo pela ordem indicada trabalhando pouco a massa.
Estenda com um rolo e corte com o corta-massas em forma de bolachas.
Leve ao forno em tabuleiro untado e forrado com papel vegetal também untado.
Deixe arrefecer e recheie com creme de limão juntando duas a duas.

Creme de Limão

500 g de açúcar pilé(confeiteiro)
125 g de manteiga sem sal
3 ovos
sumo de 3 limões
raspa de 2 limões

Ponha o açúcar com o sumo e as raspas até dissolver.
Junte a manteiga previamente derretida em banho-maria.
Bata bem os ovos e junte-os pouco a pouco aos outros ingredientes.
Leve ao lume em banho-maria.
Quando tudo estiver derretido, passe por um passador e leve outra vez ao lume em banho-maria para engrossar um pouco.
Este creme metido em frascos, conserva-se bastante tempo.
Nota: Serve para rechear bolachas, bolos e barrar torradas.

sábado, novembro 04, 2006

Receitas Royal

Uma edição de Janeiro de 1952, um tesouro encontrado no meio de uma pilha de revistas.



Vou já começar a vasculhar, esperem as novidades!

quarta-feira, novembro 01, 2006

Supremo de Banana


Supremo de Banana

Uma sobremesa rapida e facil de fazer, para aqueles dias que não temos grande disponibilidade.


6 dl de leite
3 colheres sopa de farinha maizena
1 xícara de chá de açúcar
3 gemas
3 bananas maduras
100 g de bolacha Maria
chantilly
Caramelo liquido

Aqueça o leite até que chegue quase ao ponto de ebulição.
à parte misture o açúcar com a farinha maisena e, aos poucos vá acrescentando o leite, mexendo até que engrosse.
Bata as gemas e incorpore-as ao creme.
Cozinhe por uns momentos, mexendo sempre, retire e deixe arrefecer ligeiramente.
Descasque as bananas, corte-as em rodelas . Esmague as bolachas em pó.
Numa Taça, disponha o creme, as bolachas e as bananas, em camadas alternadas.
Termine com chantilly, polvilhe com bolacha e leve ao frigorífico até ao momento de servir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...